Mais essa…

Hoje conversando com uma “jovem” de 28 anos,na hora do almoço recebi a seguinte pergunta?

“Você é da Igreja?”

É claro que eu não iria perguntar de que igreja, já que existem trezentos e trinta mil denominações.Na minha rua, por exemplo, as empresas quebram  e as igrejas se proliferam.Não adiantava eu falar que era católica entre aspas.Alguns evangélicos consideram Maria uma enviada do Satanás para confundir os “filhos de Deus”

Depois de negar que eu fosse uma “serva”,conversamos mais um tempo.Procurei falar pouco,mas mesmo assim,depois de entender um pouco do que o Jesus dela queria que eu fizesse,acabei descobrindo que não serei arrebatada quando ele voltasse pra Terra.

Puts, além da Dilma,mais uma coisa pra me preocupar…..

Puta que pariu

Acho que xinguei poucas vezes a palavra putaquepariu.

Devia ter xingado mais.Se fosse meu epitáfio, cantaria: devia ter xingado mais, atacado mais,coisas mais “agressivas assim”…

Talvez  assim eu tivesse uma vida mais leve, com menos mimimis. E menos depressões.

Mandar alguém pra putaquepariu é o sonho de consumo de muita gente.

Hoje chegou uma menina que trabalha com a gente. Não olhou pra minha cara.Não sei se não me viu.

A partir de hoje, vou ignora-la.Ela precisa mais de mim do que eu dela.

Putaquepariu.

Putaquepariu é bom pra pontuar: “Não gosto disso, putaquepariu!

Putaquepariu, desisti de ir ao Seminário ao Masterclass hoje.Tava sem energia, sem saco.

Com preguiça mesmo.

Acho que teria sido bom ter assumido mais vezes minha preguiça.Tipo “To com preguiça.Não vou”

Seria terapeutico. Agora um “to com preguiça,porra!” seria melhor ainda.